Televisão
Em 2007, após a participação no Big Brother Brasil (TV Globo), Íris foi convidada a integrar o programa TV Fama, na RedeTV!. Em julho estreou fazendo reportagens e logo assumiu o papel de apresentadora. Em setembro de 2009 estreou o quadro semanal intitulado “Profissão Perigo”, exibindo o dia a dia de uma profissão de risco.

Dividiu o comando do TV Fama com Nelson Rubens e Adriana Lessa de julho de 2007 a abril de 2010, quando o programa passou por uma reformulação e Íris e Adriana Lessa foram substituídas por Flávia Noronha. Em maio de 2010, com a estreia do novo formato, Íris começou a trabalhar como repórter especial e assumiu a apresentação do quadro “Invasão com Íris Stefanelli”. Nesse quadro, Íris realiza reportagens e entrevistas especiais com personalidades da música, do esporte e da televisão.

Em 2013 assinou contrato com a Ultrafarma e começou a trabalhar como repórter do quadro “Calculadora Digital”, no ar pela TV Gazeta e RedeTV!. Em 2014, Íris passou a fazer a entrega dos prêmios da Tele Sena, veiculado nos intervalos comerciais do SBT, e voltou ao comando do TV Fama, ao lado de Nelson Rubens, durante a licença-maternidade de Flávia Noronha. Em outubro do mesmo ano passou a integrar a equipe de apresentadores do programa Muito Show, também da RedeTV!, desligando-se do TV Fama em busca de novos desafios profissionais.

Em junho de 2015 torna-se apresentadora do Te Peguei, programa de pegadinhas da RedeTV!, e volta ao TV Fama como repórter do quadro “Na Cola dos Famosos”. Em julho estreia seu canal no YouTube.

Rádio
Em março de 2008, depois de uma entrevista concedida ao Transalouca, programa diário de humor e entrevistas da rádio Transamérica Pop, Íris foi convidada a fazer parte do quadro de apresentadores do programa, onde permaneceu até o dia final de julho. Decidiu sair do programa para se dedicar mais ao curso de teatro.

Teatro
Estreou no teatro em junho de 2009, na encenação da peça “A Invasão”, de Dias Gomes, que narra a história de um grupo de favelados que perdem seus barracos em consequência de uma enchente e invadem uma construção abandonada. Na encenação, Íris interpretou a personagem Malu. Em dezembro do mesmo ano, Íris subiu ao palco novamente, desta vez encarnando a personagem Polina Andryevna na peça “A Gaivota”, de Anton Tchekhov, uma comédia baseada na história de um jovem escritor romântico.

Em junho de 2010, Íris voltou aos palcos com a peça “As Desgraças de uma Criança”, de Martins Pena, que mostra as peripécias amorosas de dois conquistadores com duas garotas, interpretando a personagem Madalena. Em dezembro do mesmo ano, Íris viveu dois papéis dramáticos na peça “Terror e Miséria no Terceiro Reich”, de Bertolt Brecht, um drama sobre o panorama da sociedade alemã sob o domínio nazista.

Íris se apresentou em Intervenção da peça “Coração”, de Heiner Müller, em junho de 2011. No mês seguinte encarou mais um desafio na sua trajetória como atriz, encenando a peça “Hamlet-Machine”, de Heiner Müller, na qual aparecem as catástrofes da história e da cultura ocidental, além da crise do artista e intelectual, dividido entre o desejo de se transformar em uma máquina sem dor ou pensamentos e a necessidade de ser um historiador do século XX.