Gente fina, é aquela que é tão especial, que a gente nem percebe se é
gorda, magra, velha, moça, loira, morena, alta ou baixa.
Ela é gente fina, ou seja, está acima de qualquer classificação.
Todos a querem por perto.
Tem um astral leve, mas sabe aprofundar as questões, quando necessário.
É simpática, mas não bobalhona.
É uma pessoa direita, mas não escravizada pelos certos e errados:
sabe transgredir, sem agredir.
Gente fina é aquela que é generosa, mas não banana.
Te ajuda, mas permite que você cresça sozinho.
Gente fina diz mais sim do que não, e faz isso naturalmente, não é
para agradar.
Gente fina se sente confortável em qualquer ambiente:
num boteco de beira de estrada
e num castelo no interior da Escócia.
Gente fina não julga ninguém – tem opinião, apenas.
“Um novo começo de era, com gente fina,
elegante e sincera”.
O que mais se pode querer?
Gente fina, não esnoba, não humilha, não trapaceia, não compete e,
como o próprio nome diz, não engrossa.
Não veio ao mundo pra colocar areia no projeto dos outros.
Ela não pesa, mesmo sendo gorda, e não é leviana, mesmo sendo magra.
Gente fina é que tinha que virar tendência.
Porque, colocando na balança, é quem faz toda a diferença.

Martha Medeiros

Thi, hoje é um dia muito especial para todos nós do Sirizão: é o seu dia! Nestes sete anos de convivência aprendemos a gostar cada vez mais de você. Nossa admiração e carinho só aumentam a cada dia e queremos hoje expressar o quanto és especial para todos nós. Toda sua dedicação com Íris e com este espaço renderam a você nossa eterna gratidão e amizade. Somos fãs de sua maneira única de agir e de seu jeito sincero e honesto de, mesmo com tantas dificuldades, levar esta história adiante. Continue sempre sendo este ser humano especial, esta pessoa gente fina que faz toda a diferença em nossa vida. Parabéns!